O piso vinílico não é a nova moda para revestimento do piso, mas ainda é muito querido. Ele é feito de PVC e cabe você ou o aplicador escolher a melhor opção de aplicação para seu novo projeto de decoração.

Ele está em alta, principalmente os tons mais claros, por causa ascensão da decoração escandinava, que busca um ambiente mais branco e clean que deixa a luz entrar, tornando o ambiente mais amplo.

Esse tipo de piso deve ser aplicado em zonas secas da casa, como sala e quarto, evitando banheiros e cozinhas, pois é preciso evitar o contato com a água.

Tal tipo de piso requer alguns cuidados, como, para a limpeza, utilizar apenas um pano úmido. Mas há aqueles arquitetos e designers um pouco mais ousados que recomendam para cozinhas e banheiros, desde que não sejam lavados.

Porém, é arriscado, já que com seu contato com a água em excesso, ele pode estufar em alguns pontos, principalmente perto da pia, deixando um aspecto feio.

Existem alguns tipos de aplicações para esse piso: o tradicional feito com cola de contato ou com cola PVA, que é um tipo de cola acrílica; de encaixe e o mais diferente, como o piso autocolante, que promete a facilidade na hora de aplicar.

Utilizem itens que possam complementar o ambiente

Qualquer forma de aplicação precisa ter uma base nivelada! Ele pode ser aplicado direto no concreto a partir de uma base niveladora ou essa base pode servir para nivelar o porcelanato ou o taco utilizado antes no apartamento.

Da maneira tradicional, ele era aplicado após de uma base niveladora feita de concreto e passado uma camada de cola de contato no chão e uma camada de cola na manta ou nas tábuas a serem aplicadas. Mas também há evolução tecnológica no mercado de design!

Por isso, foram inventadas dois tipos destes Pisos usados mais recentemente o de encaixe, que depois do piso nivelado basta encaixar as tábuas umas nas outras sem a necessidade de cola, excelente para a decoração de apartamentos alugados em que não se pode fazer intervenções no apartamento.

Por fim, o piso autocolante que é a maneira mais prática de ser feita a aplicação. Basta colocar o piso, porque ele é autoadesivo.

Agora, a forma mais rápida de piso, caso precise mudar rápido, é com o piso autonivelante, pois assim como o nome já diz, não precisará nivelar o piso abaixo do que se vai aplicar o novo piso.

Não importa qual piso esteja embaixo, ele vai ficar lisinho e de todas as opções tem o menor tempo para ficar pronto. Independentemente do que esteja por baixo, a superfície de cima vai sempre ficar lisa. Além disso, a aplicação é muito rápida.

Agora uma informação importante, Piso autonivelante preço: somente o produto custa por volta de R$400 além da aplicação, ou seja, não é de baixo custo.

Outro tipo de piso muito comentado nas redes sociais e nas revista de decoração é o Cimento queimado. Ele pode ser usado nas paredes, mas é mais comum de ser encontrado no chão.

Ele consiste da utilização de cimento, o mesmo da estrutura da casa, no contra piso áspero e utilizando a desempenadeira para nivelar todo o chão e deixá-lo liso.

Mas como a criatividade não tem fim, eis que nasceu o Piso polido de concreto, que tem um aspecto rústico parecido com o cimento queimado mas recebe, após seco, um polimento para dar mais resistência. Ambos os processos precisam ser feitos por profissionais, mas é um procedimento simples.

Hoje há uma grande opção de pisos disponíveis no mercado:

  • Tacos;
  • Pisos vinílicos;
  • Cimento queimado;
  • Concreto polido;
  • Pisos autonivelantes;
  • Porcelanato.

Por fim, falaremos da impermeabilização de paredes.

Não sabe para o que serve? Sabe aquelas paredes de tijolos que vieram junto com o estilo industrial de decoração, em que podiam ou não vir acompanhados de pátina, ou seja, que é o processo que imita o desgaste natural dos móveis e dá um ar retrô, pois é, essa parede é feita com a impermeabilização da parede.

Esse tipo de impermeabilização é feita com resina de silicone especializada. Um outro ponto importante para se ressaltar é que os tijolos precisam ser de boa qualidade e o acabamento de cimento feito entre os tijolos precisa ser mais caprichoso.

Outros pontos importantes é que esse tipo de parede não se dá bem com umidade, principalmente em banheiros e cozinhas.

Mas engana-se quem acha que a Impermeabilização de paredes só aparece para quem tem esse estilo moderno de casa. Ele também aparece em varandas, lavanderias, etc.

É uma técnica muito versátil porque pode ser empregado em paredes de encostas, paredes internas que têm contato com umidade, entre outros. E além da resina é possível fazer a impermeabilização com tintas impermeabilizantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *