canteiro

A segurança no canteiro de obras é fundamental para um projeto de construção, uma vez que traz benefícios tanto aos trabalhadores como aos resultados a serem entregues.

Seja qual for o tamanho da obra e a quantidade de profissionais na construção, a gestão para um ambiente seguro com avcb engenharia garante:

  • Redução de acidentes;
  • Economia de recursos;
  • Entregas de qualidade.
  • Aumento de produtividade.

A essa lista, é possível acrescentar diminuição de casos de doenças ocupacionais, além de maior segurança de aprovações legais para o canteiro.

Priorize a segurança

Qualquer profissional que visita um canteiro de obras deve considerar a conscientização e treinamento, seja qual for a função exercida ou o período de permanência.

Nesta etapa, orientações sobre práticas adequadas e rotinas seguras de operação de maquinário, além de equipamentos de segurança obrigatórios e procedimentos em situações de emergência.

Portanto, é importante manter-se atualizado sobre possíveis alterações em leis e normas, laudo técnico de insalubridade, bem como oferecer capacitações frequentes.

Faça o uso de EPIs e EPCs

O uso de EPIs (equipamentos de proteção individual) e EPCs (equipamentos de proteção coletiva) no canteiro de obras é obrigatório para garantir a segurança.

Para além disso, esses equipamentos asseguram os operários contra doenças ocupacionais individuais e coletivas.

Desse modo, a disponibilização em bom estado e estoque dos principais equipamentos devem ser priorizados, assim como orientações de como fazer o uso correto.

Afinal, todo trabalho em uma construção civil oferece riscos aos trabalhadores. Caso um acidente em calçada de concreto ocorra, muitas desvantagens serão consideradas.

Respeite as NRs

Atualmente, as NRs (ou Normas Regulamentadoras) merecem bastante atenção na rotina de uma construção civil.

Portanto, algumas das normas que não podem ser deixadas de lado, são: Código de Obras, NR 01, NR 04, NR 05, NR 06, NR 07, NR 09, NR 10, NR 12, NR 13, NR 15, NR 17, NR 18, NR 21, NR 23, NR 26 e NR 35.

Existem ainda outras normas regulamentadoras que fazem referência ao setor, como Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e Corpo de Bombeiros, que podem ser exigidas de acordo com as atividades praticadas durante a construção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *