segurança

Prédios e condomínios se tornam principais aliados para quem deseja morar em ambientes com conforto e segurança.

Estes espaços contam com diversas soluções, além de projeto preventivo contra incêndio, que promovem proteção para os moradores, entre elas:

  • Adoção de procedimentos emergenciais;
  • Cadastro de visitantes;
  • Controle de entrada;
  • Presença de guarita.

Para compreender melhor quais as possibilidades para manter a segurança do seu prédio, acompanhe a leitura deste artigo.

Instalação de segurança eletrônica

Hoje em dia, é possível contar com a tecnologia para auxiliar na segurança, visto que isso facilita o trabalho dos porteiros e vigilantes.

Portanto, inclua sistemas de alarme integrados a uma central de atendimento, câmeras de monitoramento, além de sensores e mecanismos de acesso automáticos.

É válido ressaltar que a segurança eletrônica deve ser monitorada por profissionais capacitados para a manipulação dos equipamentos eletrônicos e estarem atualizados quanto às normas vigentes.

Equipe especializada

Sobre a capacitação da equipe, destacamos que a segurança só é possível quando os profissionais responsáveis tanto por um prédio como de uma empresa de avaliação de imóveis são bem treinados.

Na hora da contratação, vale a pena procurar por referências e realizar uma análise aprofundada de seu currículo, focando em suas principais habilidades.

Inclusive, uma equipe predial completa conta zeladores, porteiros e seguranças, e todos devem ter conhecimento e treinamento adequados.

Quando estão cientes das medidas de segurança preventivas do prédio, estes profissionais evitam que o imóvel esteja sujeito a ameaças externas.

Assim, as rotinas de treinamento periódicas são bastante recomendadas para os colaboradores, desde síndicos, porteiros a jardineiros.

Controle de entrada

Em um prédio, o controle de acesso aos visitantes deve ser severo, principalmente para que sejam evitadas as entradas de estranhos.

Por isso, o mais recomendado é que todo usuário faça a identificação, assim, ele será autorizado a entrar no condomínio, principalmente se for necessário fazer o uso do elevador para deficiente.

No caso de prestadores de serviços, entregadores, fiscais e demais profissionais, o cuidado deve ser redobrado. Recomenda-se a apresentação de identificação e verificação com o morador.

Nesse cenário, além do controle físico, o prédio pode optar pelos meios de acesso mecânico e eletrônico, em que há uso de tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *