telhas

Após a finalização do levantamento de uma estrutura na área da construção civil, é preciso verificar qual modelo de telhado se encaixa no local, para que possa atender a todas as expectativas do proprietário.

Isso requer verificar a região em que o prédio foi construído, quais as características que há ao redor, com a presença de árvores, e também se há animais que possam adentrar as instalações.

Construções recebem modelo ideal

Quando as construções são feitas em uma região litorânea ou uma região serrana é preciso entender que certos modelos de telhado não podem ser aplicados, por causa da umidade muito alta, que pode afetar toda a estrutura, e a manutenção, e até mesmo a substituição terá que ser realizada em um período de tempo muito curto.

O modelo de construção também pode alterar o tipo de telhado que será aplicado no local.

Grandes empreendimentos imobiliários, como centros de compras e prédios que são destinados ao setor de educação, devem receber um modelo de telhado que tenha como característica principal ser termoacústico, podendo atender duas das principais preocupações em espaços como esse, que é o conforto térmico e o conforto acústico.

O mercado de telhas oferece uma infinidade de produtos, que são desenvolvidos para regiões mais quentes ou regiões mais frias. Para locais que serão destinados a um conjunto de casas populares, para atender uma parcela da população, e outras que são destinadas à área comercial.

Há ainda as telhas que são desenvolvidas para o setor industrial e para o setor comercial, que podem ser completamente diferentes, alterando entre conforto e segurança.

No setor industrial, a segurança está entre os itens de maior destaque, e por isso as instalações devem conter um material que seja seguro, e ao mesmo tempo, possa suportar as alterações internas, como elevação de temperatura por causa do uso constante de máquinas e equipamentos.

Engenheiros e arquitetos trabalham com diversos materiais para atender esse setor e sempre indicam as telhas galvanizadas, que são resistentes à corrosão, têm um custo-benefício muito vantajoso e as estruturas podem alcançar um pé direito bastante alto, com exaustores que podem ser instalados entre telhas.

Para empreendimentos imobiliários, como condomínios residenciais e comerciais, a proteção da parte superior dos prédios precisa atender a diversas exigências arquitetônicas, como leveza estrutural, e também proteção em toda a área, para evitar infiltrações em andares superiores e o comprometimento da estrutura do prédio.

Nesses locais, o mais comum é utilizar as telhas galvanizadas sanduíche, que resultam em um ótimo isolante térmico e também acústico. Esse tipo de telhado possui duas folhas de telha recheadas por uma camada de material que isola ruídos e a passagem de calor, podendo ser de isopor ou poliuretano.

Em estacionamentos, arenas esportivas e culturais, onde a área a ser coberta é bastante espaçosa, é preciso utilizar materiais que possam cobrir, de maneira eficiente, todo o local.

Os profissionais da área indicam a telha metálica ondulada, que tem um custo muito baixo, mas como fica em lugares amplos, ou até mesmo com a abertura das laterais, como quadras poliesportivas, o ruído provocado por chuva, por exemplo, não repercute.

Muitas casas populares, que são destinadas a programas sociais, e contam com um pé direito relativamente baixo, precisam oferecer conforto térmico e acústico para os moradores. Nesses casos, o custo também precisa ser baixo, para que possam encaixar no orçamento dos proprietários.

Por isso, os materiais utilizados devem ser eficientes e baratos, como é o caso da telha sanduiche, que tem uma vida útil muito grande, e favorece na economia de energia elétrica, pois dispensa o uso de aquecedores em dias frios, e de ventiladores e aparelhos de ar condicionado, em dias quentes.

Todos os modelos de telha apresentados precisam ter alguns cuidados, que podem ser destacados:

  • Verificar escoamento de água, para não ocorrer corrosão;
  • Pode ser usado em fachadas, mas precisam de limpeza constante;
  • Pintura pode ser aplicada, para melhor aproveitamento;
  • É sustentável, podendo ser reciclado para outros fins.

Sustentabilidade está em todo lugar

Como a reciclagem é um dos pontos que favorecem o uso das telhas galvanizadas, esse tipo de material está inserido na economia verde.

As empresas que trabalham nesse setor utilizam um separador magnético para livrar o material ferroso de impurezas e retornar ao mercado em forma de outras peças, e até mesmo na própria área de coberturas e estruturas da construção civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *