Hoje em dia, a inovação em diversas partes do universo da construção civil é de fácil percepção para todos. O surgimento de fábricas especializadas em produtos inovadores, a construção de máquinas tecnologicamente melhores que as antigas, a aparição de novas técnicas e serviços oferecidos para uma obra estar pronta de modo rápido, prático, bonito e de qualidade, etc. Todas estas novidades são fruto de um estudo imenso, no qual diversos profissionais da área – arquitetos, engenheiros, pedreiros, entre outros – buscam aprimorar produtos e serviços já existentes, desenvolvendo ainda mais o leque de possibilidades na indústria brasileira e mundial.
Entre estes avanços está a disseminação de uma prática recente e recorrente nas obras urbanas atuais (espaço de maior necessidade destes métodos), principalmente em construções de grande porte como edifícios: o corte de piso de concreto industrial.

Os resultados esperados são obtidos através do corte adequado

Para isto, é preciso conhecer e entender as funções principais de cada procedimento deste tipo, de modo a se ter uma boa escolha pelo corte industrial correto, sem gerar dúvidas durante o processo feito pelos profissionais deste ramo.

Inicialmente, é importante entender o que é o concreto armado (ou usinado), o principal material destinado ao corte de piso de concreto. Trata-se de uma variação de concreto produzido em uma central – denominada concreteira – com uma dosagem controlada minuciosamente das matérias-primas essenciais, garantindo assim qualidade maior do que o concreto tradicional.

A norma NBR 7212/2012, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), prescreve a mistura de cimento, agregados e água para a obtenção do concreto usinado. Medidos por m³, são transportados, majoritariamente, em caminhões betoneiras.

A escolha pelo uso do concreto usinado, traz consigo diversas vantagens importantes a uma obra, entre elas estão:

  • Praticidade no processo da obra;
  • Condição sustentável;
  • Tempo de obra encurtado;
  • Custo-benefício garantido;
  • Um maior controle de qualidade;
  • Desnecessidade de estoque ou armazenamento;
  • Entre outras vantagens.

Além das questões positivas, esse tipo de concreto possui também algumas desvantagens, sendo as principais: um preço maior que o concreto comum feito na própria obra, dificuldade de trabalho em pequenas quantidades – é recomendado para grandes obras – deste concreto, possibilidade de atrasos devido ao transporte do material até a obra (resultante dos congestionamentos frequentes nas cidades), além da dependência dos materiais e entrega por parte dos responsáveis pela obra em relação à empresa escolhida.

Para a manutenção destes espaços, a ação mais comum dentro deste ramo de engenharia, é o corte de concreto armado, cada vez mais presente em uma obra urbana, especialmente em construções de grande porte (como prédios, fábricas, etc.). Logo, são necessários equipamentos específicos que desempenhem com qualidade estas demandas: surgem assim, as máquinas de corte industrial e os cortadores a laser em grandes fábricas.

Destinadas a diversas finalidades, especificamente na constituição e junção de placas de concreto armado, aberturas de canais de drenagem no piso, processos de demolição, cortes específicos, reparos gerais, etc., são elas as principais responsáveis por este serviço, pois são facilmente transportáveis aos locais de construção. Visando quanto menos sujeira possível, estas máquinas possuem equipamentos de alto rendimento como o disco de corte, a peça mais importante que pode ser fabricada através de diamante, aço, entre outros substratos.

Veja exemplos de corte de concreto

O corte de laje de concreto é um processo comum em grandes obras, principalmente em prédios de vários andares. Para delinear os espaços de maneira detalhada, estes cortes feitos por máquinas compactas (mencionadas acima) servem para torná-los mais duráveis e firmes. Estes tipos de corte de concreto armado têm demandas em todos os campos da construção civil, constituindo assim uma prática primordial para que uma obra tenha resultados que façam jus ao nível de uma grande empreiteira.

Especialistas da área podem contribuir com a qualidade dos resultados obtidos

A procura por um ótimo fornecedor destas máquinas de corte ou pelo serviço a nível industrial, deve ser feita de maneira consciente, analisando os minuciosos detalhes em relação à qualidade, nível da empresa, etc., garantindo assim, tranquilidade durante a obra, resultantes da contratação correta de especialistas aptos da área.

Os exemplos de cortes industriais, como o corte de laje de concreto, são apenas alguns entre o grande leque de desenvolvimentos tecnológicos no ambiente da engenharia, dignas de comemoração e incentivo para futuras ideias inovadoras que surgem a todo momento, em todas as áreas do conhecimento humano. Na atualidade, alternativas neste espaço da construção civil são de extrema importância, visando especialmente produtos e serviços sustentáveis.

O cuidado com o meio ambiente vinculado ao crescimento urbano industrial demonstra comprometimento com os problemas pertinentes ao mundo contemporâneo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *