imóvel

Ao comprar um terreno, em muitos casos, pode já existir um imóvel construído no local. Entretanto, esse imóvel pode não se encontrar em boas condições estruturais, apresentando vários danos em toda sua infraestrutura. Por isso, ao invés de reformar aquele imóvel, a demolição pode ser mais viável.

Essa é uma situação que pode ocorrer também, caso o novo proprietário deseje utilizar somente o terreno para a construção de um novo empreendimento.

Porém, o processo de demolição não é tão simples e precisa ser avaliado por um corpo técnico da engenharia civil, com o objetivo de verificar quais são os impactos e danos que podem ser causados com esse ato.

Tipos de demolição

Existem alguns tipos de demolição, e eles devem ser estudados dependendo do estado do imóvel, tipo de solo ou rocha base, assim como o impacto que irá causar na vizinhança.

As condições e o tamanho do que será demolido dizem muito sobre como esse processo será feito. Por exemplo, no caso de derrubar algumas paredes, existe o processo de demolição manual, ou com ajuda de máquinas.

Esse tipo de demolição, apesar de ser menos complexa, envolve conhecimento técnico de quem manuseia os equipamentos, com o objetivo de evitar acidentes no local de trabalho. O uso de equipamentos de proteção individual é indispensável.

Outro tipo de demolição que envolve maior complexidade, é a demolição com o uso de agentes químicos e explosivos. Eles são indicados para demolições maiores, geralmente de imóveis de grande porte, e envolvem o isolamento de uma área, assim como o estudo de impacto e todo um esquema para evitar que ninguém se machuque. Esse processo de demolição precisa da autorização de órgãos públicos locais para ocorrer.

Seja qual for o processo de demolição, ocorrerá a geração de muito entulho, poeira e sujeira. Por isso, é importante pensar também na forma de remover esse material de forma correta, sem afetar o meio ambiente.

Após esse serviço, outra ação que é indispensável é o Serviço de terraplenagem. Esse tipo de serviço é importante para o nivelamento do terreno, pois serve como um preparo do terreno para receber todo o procedimento de infraestrutura necessária para uma nova construção.

Geralmente, nesse serviço, o excesso de terra do terreno é removido para depois ocorrer a passagem do rolo compactador, um equipamento que serve para compactar o solo no local, proporcionando o nivelamento após a demolição e a remoção de entulhos.

A parte estrutural do imóvel

Após o procedimento de demolição e do serviço de terraplanagem, chega o momento de realizar uma nova construção. Para que isso ocorra, é importante seguir um projeto técnico, com as diretrizes sobre como deve ser feito o empreendimento.

Diante disso, a parte estrutural e da fundação devem ser as primeiras a serem construídas, pois são umas das mais importantes, por proporcionarem a base, a segurança e a durabilidade para o imóvel.

Nessa fase, os elementos metálicos como o vergalhão de ferro são utilizados no processo de sustentação e fundação do imóvel. Os metais, como o ferro e o aço, assim como o cobre e o alumínio, são muito utilizados na construção civil.

Para a parte estrutural, a presença do ferro em união com o concreto é fundamental para dar firmeza para a base. Uma fundação bem feita, garante um imóvel seguro e sem riscos de desabamento.

Após a parte da fundação ficar pronta, é necessário criar algumas colunas para poder dar sustentação para as paredes e para servir como apoio para a construção do telhado.

Nesse caso, o vergalhão para coluna costuma ser utilizado, por ser um elemento composto de ferro ou de aço, o que garante a segurança para a construção civil. Em algumas casos, esse tipo de coluna pode ser adquirida já pronta, dependendo da empresa que for contratada, o que facilita esse processo.

Além do uso dos metais, o Bloco de alvenaria também é bastante utilizado para construção das paredes em união com o concreto. Seu uso é recomendado devido a sua resistência e durabilidade, além de ser um material mais acessível.

De modo geral, a fase inicial de uma construção compreende:

  • Estudo da fundação;
  • Processo de fundação;
  • Uso dos metais na parte estrutural;
  • Instalação de colunas e construção de paredes.

Ações complementares

Além desses elementos, existem outras outras funções para os metais na construção civil, como é o caso do Corte e dobra de aço, principalmente para o uso das chapas metálicas, que podem ser utilizadas em um processo de construção.

Aliás, para qualquer tipo de imóvel, a legislação exige a construção de uma calçada que seja acessível e com o distanciamento correto entre a rua e a calçada.

Nesse caso, o uso do meio fio de concreto preço precisa ser avaliado, com o objetivo de instalar esse elemento de concreto na calçada, facilitando o deslocamento das pessoas, assim como deixando um espaço para o escoamento do esgotamento no local.

Portanto, realizar um estudo prévio do terreno e contar com profissionais qualificados é essencial para dar início a uma obra dentro das normas regulamentadoras, sem causar prejuízos para a vizinhança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *