Muitas vezes precisa-se de uma cobertura em um determinado local da residência ao mesmo tempo que não se quer abrir mão de recursos naturais como a iluminação e ventilação, o que faz do pergolado uma excelente alternativa.

Tal acessório permite um leve sombreado, cobrindo a incidência direta do sol enquanto permite a circulação do vento e a passagem da luz, de forma a  atuarem livremente, deixando o ambiente arejado.

As pérgolas são estruturas com proteção vazada, apoiadas em balanço ou colunas, composta por elementos paralelos produzidos em madeira, aço ou bambu.

Possuem suaves coberturas, sem muita execução detalhada, além de utilizar materiais pesados e mão de obra detalhada.

Quando se faz necessário um ambiente sombreado, permite uma leve cobertura, que pode levar vidro ou mesmo alguma transparência sutil.

Os pergolados podem ser produzidos por meio de diversos materiais, sendo eles concreto pré-moldado, estruturas metálicas ou madeira para pergolado, sendo este o mais utilizado.

Os pergolados são comumente aplicados em locais abertos, como perto de piscina, churrasqueira, varandas e jardins, dando um ar aconchegante e tranquilo ao ambiente.

Como opções para as intempéries, podem ser cobertos por meio de chapas de vidro ou policarbonatos, o que tende a modernizar bastante o espaço. Entretanto, é necessário tomar certo cuidado nessa escolha, já que o vidro transparente em locais com bastante sol pode vir a aquecer ainda mais o local.

O bambu, um dos materiais alternativos, vem sendo muito aplicado por ser uma alternativa sustentável, tornando-se uma ótima opção na relação custo-beneficio.

pergolado madeira pode agregar plantas ornamentais e flores, formando um belo jardim, além de conferir um ar contemporâneo à qualquer espaço.

Essa solução tem sido muito utilizada na arquitetura, já que tende a criar áreas de transição. Se tratando de um composto de vigas espaçadas, pode ou não ser coberto por vidro ou policarbonato translúcido, gerando efeitos de sombra extremamente interessantes.

Composição harmônica da decoração com pergolado

Indica-se inserir uma cobertura de fechamento superior para os dias mais chuvosos, ou até mesmo utilizar um ripamento em bambu ou madeira, utilizando o item abaixo da cobertura, o que visa proporcionar um sombreamento diferenciado ao ambiente.

Outras opções para deixá-lo ainda mais interessante e charmoso é a utilização de tecidos nas vigas, o que cria uma espécie de forro em movimento. Pode-se também utilizar forros em bambu, com uma malha mais fechada, sendo uma ótima pedida para aqueles que querem mais sombra no ambiente.

Dicas de madeiras mais indicadas para o uso no pergolado

Outro ponto importante é em relação ao uso da madeira em pergolado de madeira preço.

O arquiteto deve se manter atento ao modelo mais indicado para o tipo de aplicação desejada. Isso porque existem diferentes aspectos em cada uma das espécies, o que faz com que determinado tipo de madeira seja mais recomendada para cada serviço.

Dentre os fatores estão o peso, a resistência, a dureza, a trabalhabilidade e até mesmo a contração mecânica.

Vale lembrar que a madeira utilizada no exterior das construções deve ser forte e resistente às alterações climáticas, já que estará sob ação da chuva e do sol, além de efeitos da estiagem, da umidade e da possibilidade de ser atacada por pragas, como traças e cupins.

Dessa forma, as opções mais recomendadas de madeira para o uso em pergolados são:

  • Ipê;
  • Cumaru;
  • Pitomba e Maçaranduba;
  • Eucalipto;
  • Cedro;
  • Peroba e Jatobá;
  • Itaúba;
  • Garapeira;
  • Maracatiara;
  • Angelim;
  • Tauari.

Cuidados antes de construir o pergolado de madeira

Para a execução em ambientes externos, deve-se manter atento para não deixar que os pilares dos pergolados toquem o chão. A recomendação é de fixá-los com conexões metálicas, utilizando um disco de corte madeira ou executar uma sapata em concreto.

Dessa forma, a madeira fica protegida. Vale ainda lembrar que é importante que ela receba uma demão de verniz ou selador para maior durabilidade.

Quando o pergolado de madeira é coberto, é preciso que se respeite o caimento mínimo de 5% do vidro ou policarbonato, assim como manter-se atento à sustentação dessa cobertura para que a água da chuva não forme poças.

O ideal é que se procure a contratação de um profissional, uma vez que a localização e o dimensionamento do pergolado devem ser pensados de forma cautelosa, além de estarem adequadamente integrados à arquitetura para que não fiquem com caráter de um “puxadinho”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *