segurança em condomínios

A busca por equipamentos e procedimentos para a segurança em condomínios vem sendo frequentemente adotada por síndicos e condôminos.

De fato, a segurança ainda depende do trabalho em conjunto por parte da administradora do condomínio, funcionários e moradores para ser efetiva.

Acompanhe a leitura deste artigo e saiba quais são os principais artigos que poderão garantir maior proteção para os residentes e trabalhadores do espaço residencial.

Sistemas e dispositivos de segurança em condomínios

A segurança em condomínios só se faz efetiva quando conta com sistema de segurança para casas e equipamentos similares.

Desse modo, o síndico deve dar prioridade para aqueles que realmente protegerão os moradores do condomínio.

Dentre os que são considerados indispensáveis, é possível mencionar:

  • Cerca elétrica;
  • Proteção perimetral;
  • Circuito fechado de TV;
  • Rondas noturnas;
  • Sistema de comunicação entre os prédios.

Nessa lista, ainda é possível acrescentar itens de monitoramento de 24 horas, como uma central de alarme com botão de pânico silencioso e seguro condomínio com cobertura para incidentes de segurança.

São esses equipamentos e sistemas que testificam a proteção dos residentes.

Setor administrativo

A administração do condomínio é responsável pela adoção de procedimentos de segurança no que diz respeito às pessoas, à gestão financeira para condomínios e à infraestrutura.

Assim, ter um cadastro geral sobre os condôminos e moradores, como dados pessoais, dos veículos e parentes mais próximos é fundamental.

Sobre a infraestrutura do condomínio, a atenção deve estar voltada sobre a iluminação das entradas.

Além das dependências externas, manutenção dos equipamentos de segurança e funcionamento dos portões da garagem e portas de entrada.

Os funcionários na segurança em condomínios

O foco deste tópico está diretamente no porteiro, que tem participação ativa e direta com os visitantes, prestadores de serviços e entregadores.

Esse profissional deve estar atento à respeito das autorizações dos moradores para a entrada de terceiros.

O mesmo é válido para o recebimento de encomendas e identificação de prestadores de serviço.

Ademais, o porteiro também se responsabiliza quanto às entradas e saídas dos residentes, abrindo o portão somente após verificação.

Papel dos condôminos

Além de estar atento a respeito do aluguel de casa do condomínio, esse profissional pode cooperar com os demais procedimentos de segurança e compreendê-los.

Identificar a postura dos demais funcionários que estão lidando com os visitantes, entregadores e prestadores de serviço, faz parte de uma postura adequada. 

Nessa mesma linha, os condôminos têm a obrigação de colaborar quando a administração do condomínio começar a instalação ou reparação dos equipamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *