construção

Os materiais da construção civil e demais elementos que compõem os projetos modernos estão mudando e dando espaço para as novidades. Além do cimento, areia e pedra, muito utilizados em imóveis de alvenaria, a madeira, o vidro e o ferro estão ocupando um espaço cada vez maior no acabamento.

A combinação desses materiais não é inédita, mas a linha de pensamento em relação à sustentabilidade tem aberto espaço para os materiais recicláveis. Essa ideia abre uma gama de possibilidades na construção civil que pode ser benéfica para toda a sociedade a longo prazo.

Um novo olhar sobre a construção civil e a presença de tecnologias atualizadas no desenvolvimento de projetos cresce exponencialmente, principalmente para atender a grande demanda da população que, com o passar do tempo, tem se mudado para regiões metropolitanas e urbanizadas em busca de emprego, saúde, educação e segurança.

Planejamento antecipado ajusta cronograma

O atendimento ao público crescente em busca de imóveis residenciais e comerciais é um fator recorrente. As construtoras e incorporadoras imobiliárias oferecem diferentes modelos de casas e apartamentos a um público variado, ajustando os projetos para que possam oferecer conforto e segurança para os moradores.

À frente dos trabalhos estão empresas especializadas em gerenciamento de obras SP, organizando os terrenos onde são construídos imóveis modernos, utilizando os materiais de maneiras diversificadas.

Sem fugir do básico, novos elementos são adicionados à construção de prédios populares, ou mesmo de médio e alto padrão. Cabe aos profissionais responsáveis, entre eles engenheiros e arquitetos, decidir o que deve fazer parte da obra e o que deve ser descartado.

Esse cuidado está relacionado ao custo-benefício que o imóvel terá, visando atender os programas habitacionais advindos do poder público, e da própria economia, nacional e mundial, como uma forma de investimento.

Dessa forma, entre os materiais que compõem muitos prédios estão as estruturas metalica na área da cobertura, assim como em grades nas janelas e nos portões de entrada de garagem e passagem social.

A gestão financeira e organizacional de um canteiro de obras deve acompanhar os processos da construção do imóvel e garantir que tudo esteja dentro do planejamento desenvolvido desde o início.

Material resistente aplicada na construção

A presença do metal não é uma novidade nas obras imobiliárias. Aliás, são essenciais para que edifícios possam ser construídos com dezenas e, em alguns casos, até mesmo uma centena de andares.

A sustentação de uma laje, por exemplo, utiliza treliça metalica em sua composição há muito tempo. A arquitetura moderna tem reforçado a necessidade desse material nos projetos, dada a resistência característica no acabamento final.

Misturado com areia, pedra e cimento, as lajes se tornam parte estrutural de casas, permitindo até mesmo a extensão para o alto, no caso de terrenos menores. Essa necessidade proporciona melhor aproveitamento do espaço disponível e cria áreas mais amplas e acessíveis.

Vale lembrar que, estruturas como galpões comerciais e industriais utilizam a viga metalica na construção para sustentar as telhas. Nesses casos, é possível aplicar esse modelo de acabamento para permitir maior circulação de ar e aproveitamento de iluminação natural.

A presença de peças metálicas na construção civil vem de longo tempo, mas o pensamento sobre a sustentabilidade é bem atual e necessário para toda a sociedade. Antes de ser um material reciclável, é um bem durável, que mantém muitos imóveis em pé por muito tempo.

Sustentabilidade residencial mais acessível

No caso das residências, além da presença de ferro e aço na construção. Há projetos que incluem o aquecedor solar para banho, diminuindo a conta com energia elétrica ao final de cada mês.

Esse equipamento está à disposição em lojas de material de construção, e profissionais têm se especializado na instalação, atendendo as necessidades de banho quente de uma família de maneira apropriada.

Segurança estrutural na instalação elétrica

O projeto de circuito elétrico é amplo e deve atender os moradores de uma residência de forma efetiva. Os interruptores e tomadas fazem parte de uma estrutura imobiliária, e devem atender as normas regulamentadoras de segurança.

Em determinados casos, pode ser necessário o uso de uma régua rack 8 tomadas, permitindo que os equipamentos sejam desligados de forma conjunta, economizando a energia. Alguns modelos servem como filtro, protegendo contra descargas elétricas.

A decisão final sempre será da sociedade no momento da compra de um imóvel. Esses detalhes que reforçam a economia doméstica e a segurança patrimonial e dos moradores se destacam quando chega o momento de fechar um negócio, somado a:

  • Características da vizinhança;
  • Espaço para toda a família.
  • Localização;
  • Serviços disponíveis;

Afinal, o que as famílias procuram além de conforto interno, é poder contar com transporte público, mobilidade urbana e acesso a serviços essenciais, como escolas, hospitais e segurança pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *