construção 4-0

A construção 4.0 é, talvez, um conceito demasiado pretensioso para atribuir à digitalização da construção, sem ter passado pelos anteriores 1.0, 2.0 ou 3.0.

Mas, devido às tecnologias que afetam este novo paradigma, não se pode deixar de fazer uma analogia com a indústria 4.0. Claro, economizando as distâncias, já que a indústria é um setor muito mais avançado tecnologicamente.

A ideia com este conceito é que o mundo da construção percebeu que deve ser digitalizado e fazer uma transformação para evoluir para evitar a extinção de muitas empresas do setor que não deram esse passo para a construção 4.0.

O que se pretende com esta transformação para a construção 4.0?

Este termo supõe uma revolução total no mundo da construção, e não se trata apenas de aplicar e introduzir tecnologia.

O que se pretende mesmo é uma padronização, otimização e normatização dos processos para aumentar sua produtividade. Esta melhoria de processos permitirá às empresas do setor da construção:

  • Melhoria em sua gestão integral (Administrativa, Conformidade regulatória, etc.);
  • Melhoria e maior controle na execução e planejamento da obra;
  • Automação de processos repetitivos e mecânicos.

Ao ter um controle mais detalhado de seus processos e, portanto, uma melhor gestão, as empresas do setor poderão economizar custos de energia, materiais e instalações e ser mais eficientes em suas construções.

Esta transformação digital do mundo da construção adequa-se em quatro pilares tecnológicos fundamentais:

  • Big Data;
  • Inteligência artificial;
  • Internet das coisas (IoT);
  • Metodologia BIM (Building Information Modeling).

Na construção 4.0, essas bases podem oferecer aos seus clientes um produto melhor a um custo menor.

Big Data

Big Data é um conceito que todos conhecem hoje. Pode-se dizer que Big Data é o gerenciamento de enormes quantidades de dados que não podem ser tratados de forma tradicional, e que requerem ferramentas específicas para processamento de dados.

No mundo da construção, existe uma infinidade de dados que podem ser geridos através do Big Data e depois de analisados, são atribuídos a esses dados o valor correspondente.

Inteligência artificial para a construção 4.0

É outro conceito que hoje é bastante comum ouvir em setores tecnológicos, bem como em setores que pretendem se digitalizar, como é o caso da construção 4.0.

Dentro da inteligência artificial, uma das disciplinas mais utilizadas na construção é o machine learning, onde por meio da programação de algoritmos, o computador “aprende” reconhecendo diferentes padrões complexos, através dos dados que lhe são fornecidos.

Esta tecnologia está sendo fundamental hoje, não só para a construção 4.0, mas para muitos setores onde há uma grande quantidade de dados.

Ao transformar esses dados em informações valiosas, ele possibilita a tomada de decisão dos principais atores da obra nos processos de construção.

Internet das Coisas (IoT)

Atualmente, a internet já faz parte das nossas vidas, visto que hoje não ficamos sem ter internet no smartphone, em casa, no trabalho… 

Com isso, é cada vez mais frequente o conceito da Internet das Coisas, que é a interconexão de vários dispositivos físicos através de uma rede, recebendo e enviando dados sem a necessidade de interação humana.

Para a construção 4.0, é uma das principais fontes de dados, já que a sensorização da obra, tanto para sua construção quanto para a manutenção, é realizada por meio de IoT. 

Todos esses dados são enviados para o Big Data, onde serão posteriormente processados para obtenção de informações.

Metodologia BIM

BIM (Building Information Modeling) é uma metodologia de trabalho colaborativo para a criação e gestão de um projeto de construção. 

Seu objetivo é centralizar todas as informações do projeto em um modelo digital de informações criado por todos os seus agentes.

Esta metodologia pretende que todos os membros ou participantes do ciclo de vida da construção, desde o seu projeto à manutenção, trabalhem de forma colaborativa com os mesmos dados.

Desse modo, centralizando-os em um modelo BIM que é a união da geometria (da construção virtual) e dos dados (fornecidos pelas diferentes pessoas envolvidas no processo de construção).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *