A decoração bem planejada juntamente com a utilização otimizada do espaço físico de escritórios e ambientes corporativos são alguns dos fatores que mais influenciam diretamente a produtividade das pessoas que ali convivem e trabalham dia a dia.

O ambiente de trabalho tem de ser agradável além de trazer praticidade e conforto, fazendo com que as pessoas se sintam bem humoradas e motivadas à desempenhar com excelência suas funções.

A estrutura ideal para um escritório

Nesse contexto, a utilização de divisória para escritórios se faz extremamente útil, pois, além da separação física de ambientes, ela tende a promover um melhor aproveitamento do espaço livre, e conforme o material do qual são fabricadas, podem até fazer parte da decoração do escritório.

Atualmente existem diversos tipos de divisorias para escritório, podendo estas serem fabricadas, basicamente, por quatro materiais, sendo eles:

  • drywall
  • gesso
  • MDF
  • vidro

Cada qual com suas especificações, prós e contras.

Divisórias para o escritório

As divisórias feitas de gesso são construídas por meio de pequenos blocos de gesso maciço, medindo geralmente 60 cm X 60 cm, e são consideradas bem resistentes em sua estrutura, e são ainda capazes de promover bom isolamento térmico e acústico.

Entretanto, a instalação da divisória de gesso pode gerar quantidades significativas de poeira e resíduo, o que pode acabar se tornando um empecilho para a continuidade de fluxo no ambiente de trabalho.

Vale ainda ressaltar que divisórias de gesso são mais suscetíveis a trincamentos e rachaduras, e o material pode amarelar com o passar do tempo ou até mesmo desenvolver manchas e de mofo e bolor.

Além de embelezar os ambientes, a aplicação do forro de gesso nos tetos de residências e locais de trabalho pode ser muito útil na hora de embutir a iluminação, disfarçar vigas inevitáveis na construção e até mesmo esconder ferragens.

Segundo especialistas, é uma solução criativa e financeiramente compensadora.

De acordo com a maioria de engenheiros e arquitetos, a versatilidade desse material tende a proporcionar um acabamento interior mais elegante e com maior resistência ao fogo.

O gesso tem se tornado cada vez mais um dos materiais de construção mais consumidos ao redor do mundo, tendo como vantagem não somente técnica, ele permite a criação de diferentes formatos pré-moldados e permite um acabamento ótimo.

Para que servem as esquadrias?

As empresas de esquadrias de alumínio são utilizadas na construção civil como forma de fechamento de vãos, principalmente através de janelas, venezianas e portas persianas.

Esses componentes da edificação asseguram a proteção quanto a penetração de intrusos, de luz natural e água. Com sua evolução, as esquadrias deixaram de apenas proteger e passaram a adquirir também o lugar de decoração de fachadas.

As esquadrias devem atender as especificações e detalhes previamente estabelecidos em normas técnicas, as exigências do usuário conforme a composição arquitetônica quanto a sua dimensão, utilização, textura, forma, desempenho e cor.

Como escolher mesa e cadeira para escritório?

Grandes, pequenas, quadradas, retangulares, ovais. Ao escolher uma mesa escritorio, é fundamental que se leve em consideração sua funcionalidade e se pense em gadgets, equipamentos diversos e tudo o que for colocado em cima e dentro dela. Se fizer uso de computadores, é necessário que ela possua passagem para os fios.

Além disso, mesas que possuem prateleiras e gaveteiros tornam a organização muito mais fácil, evitando a perda de papéis, documentos e outros objetos. Em geral, indica-se uma mesa espaçosa e que comporte tudo o que for desejado guardar nela.

Dessa forma, diversos modelos são feitos voltados ao espaço necessário.

Existem mesas em formatos de L, que tendem a melhorar o trabalho ao lado de outra pessoa ou ainda representam um ganho extra de espaço; além de mesas de canto, voltadas à espaços menores ou com painéis extraíveis, afim de aumentar o ambiente sempre que preciso.

Quanto a escolha de uma boa cadeira para escritório preço que atenda as devidas necessidades ou uma parte considerável da demanda de quem a utilizará.

É necessário ter em mente que a escolha certa da mesma trará, além de conforto, benefícios à saúde, proporcionando um bem-estar maior ao usuário no ambiente de trabalho e, assim, a possibilidade de aumento da produtividade diária.

Para tal, é preciso levar em conta alguns fatores, como por exemplo: qual será o uso da cadeira; conhecimento dos materiais para identificar qual agrada mais; e utilizar sistemas e mecanismos para o ajuste da cadeira às diferentes necessidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *